Blog Maudlin Merchandise
Primeiros Passos para criar uma Marca de Roupa

Hoje vamos iniciar uma série de artigos especialmente direccionados a quem está a criar uma marca de roupa e não sabe bem como o fazer.

Nas próximas semanas vamos falar – entre outras coisas – sobre o valor correcto que deve cobrar por cada peça que vende, se deve ou não oferecer os portes de envio, a importância (ou não) das redes sociais, dicas para brilhar junto dos seus clientes com os envios e a importância para marketing do momento do envio.

Anteriormente já falámos sobre os passos a tomar e ideias a reter na hora de estampar t-shirts, mas hoje vamos recuar um pouco no tempo, vamos até aos básicos, ao momento em que começa a pensar em fazer as suas t-shirts personalizadas e vamos explicar-lhe alguns dos passos mais importantes a tomar.

.

É importante perceber que começar uma marca de roupa não se trata apenas de juntar alguns designs engraçados e fazer as t-shirts para vender num site. É muito mais que isso. Na Maudlin Merchandise já trabalhámos com várias marcas de roupa (umas maiores, ouras mais pequenas) e podemos dizer com bastante segurança que algumas tinham estampagens fabulosas e não conseguiram vender as peças enquanto que outras, com imagens de qualidade inferior, acabaram por ser um sucesso. Isto para dizer que o design não chega! É necessário SEMPRE ter um modelo de negócio, pensar cada pormenor de forma a que quando aparecerem os problemas (e aparecem!), as coisas sejam mais fáceis de solucionar.

.

Aspectos de que vamos falar (por ordem)

1. Quais são as suas aspirações para a empresa?

2. Os seus Designs

3. Definir o seu público alvo

4. Chegar ao seu público alvo

5. Identidade da sua Marca

6. Distribuição e canais de venda

7. Avaliação

..

1. Quais são as suas aspirações para a empresa?

Muita gente comete demasiados erros quando está a pensar em iniciar uma marca de roupa indie e em maior parte dos casos isso é determinante para o (in)sucesso da marca. O maior é provavelmente pensar na marca de roupa como exactamente isso, uma marca em que se faz uns desenhos e se tenta vender umas t-shirts. Não. Uma marca de roupa tem de ser visto como uma empresa, que no fundo é isso que ela é. É uma empresa onde há compras (as t-shirts e a estampagem de t-shirts) e vendas (as t-shirts personalizadas). Há stocks e movimentação de dinheiro. Há alturas em que se fazem investimentos e outras em que se tem lucro. Como tal, temos de ver sempre uma marca como uma empresa e trabalhá-la como tal.

Quando iniciámos a Maudlin Clothing (foi como uma marca de roupa e não como uma empresa de estampagem têxtil) cometemos esse mesmo erro. E foi uma das razões para as coisas não terem dado certo (embora tivéssemos feito um lucro interessante de qualquer forma).

Quais são as suas motivações para abrir a sua empresa? Quer apenas algumas pessoas a usar a sua roupa? Então este guia não é para si e pode fechar o site. Aqui abordamos assuntos que interessam a quem quer mesmo começar uma marca e ter algum sucesso em relação aos “big dogs”!

.

2. Os seus Designs

Um grande erro que 90% das marcas de roupa faz é pensar nos designs antes de fazer qualquer tipo de investigação nas formas de estampagem de t-shirts. É uma verdade e este tipo de guia que escrevemos tantas vezes no nosso blog serve exactamente como uma tentativa de abrir os olhos a nem que seja 1 cliente.

Também é verdade que quando pensamos em iniciar uma marca de roupa, a primeira coisa que fazemos é abrir o Photoshop, Illustrator, Corel Draw ou outro programa de design e começar a debitar ideias na forma de desenhos. É natural, é a excitação a falar mais alto. Mas não podemos pensar que estampar t-shirts é como imprimir uma folha de papel na nossa impressora porque não é. Há imensas regras que se devem cumprir com os designs. Não se podem fazer designs com milhentas cores porque senão o investimento será (muito) maior e a qualidade final da estampagem será menor! Não se podem fazer estampas de corpo inteiro porque não há técnicas para estampar essas imagens. Até podem dizer que já viram marcas grandes com esse tipo de estampagem. Claro que já. Mas a parte a reter é mesmo essa. Marcas grandes! Marcas que não fazem 10 ou 20 t-shirts, mas sim milhares ou dezenas de milhares. Marcas que podem vender as suas peças por 20 ou 30€ e ainda assim ter sucesso. Marcas que se podem dar ao luxo de estampar as t-shirts antes destas serem sequer costuradas. Numa produção para uma marca de roupa independente (indie) isso é totalmente impossível. Por isso tenha cuidado com as imagens que faz. Investigue, veja o que é o transfer digital, a serigrafia, a impressão directa. Não desenhe nada sem ver as características destas estampagens pois o mais certo é que depois as coisas lhe corram mal.

.

3. Definir o seu público alvo

A definição do seu público alvo é algo de extrema importância. Todos sabemos que não podemos vender a mesma peça de roupa a um rapaz de 16 anos e a uma senhora de 70 anos. É impossível ter sucesso com esse modelo de negócio. Por isso é muito importante pensar no que queremos fazer da nossa empresa e a quem queremos vender as nossas peças. Podemos imaginar um público alvo na casa dos 16-24 anos para começar. Mas o que é isto? Deve haver mais de 1 milhão de pessoas entre os 16 e os 24 anos em Portugal e posso garantir que TODOS ELES têm gostos diferentes. Aí surge uma segunda segmentação. As “tribos” ou as espécies (como uma famosa marca de telemóveis agora chama). É importante saber se vamos vender as nossas peças à “malta” do hip-hop, do hardcore, do metal, do rock, a skaters, inliners, traceurs, etc… a sobrevivência da marca depende desse exercício de reflexão e dessa segmentação.

.

Num plano mais pessoal, quando começámos a Maudlin, ainda exclusivamente como marca de roupa, decidimos “colar-nos” à música, em especial ao underground português. Sempre fomos muito ligados à música portuguesa e temos amigos em bandas. Era a nossa praia (como outra marca de telemóveis também lhe chama). Por isso decidimos contratar os mesmos designers que faziam as t-shirts às bandas – também nossos amigos – e assim começámos. Posso dizer que tivemos sucesso, vendemos centenas de t-shirts em apenas alguns meses, esgotámos a nossa segunda e terceira colecção. Foram bons tempos. Mas devido à falta de um modelo de negócio rapidamente as coisas começaram a correr mal. E daí a importância do ponto 1.

Mas isto para dizer que tudo se facilita quando o nosso público alvo é bem segmentado e nós temos algumas raízes dentro desse público, sabemos o que essas pessoas querem. Lembre-se que é o cliente final que lhe vai comprar a t-shirt. Precisa de um design SÓLIDO! Algo que crie um “wow factor” nas pessoas. Algo que ainda não esteja muito visto, que seja fresco.

.

4. Chegar ao seu público alvo

Como referimos no ponto anterior, é extremamente importante ter um público alvo. Também falámos da importância de segmentar esse público alvo para chegar até um público mais homogéneo e mais próximo das peças que vende.

Chegar ao seu público alvo não é de todo complicado nem caro. Tomemos mais uma vez o exemplo da música.

.

Online: Não faltam sites de música. Temos a Blitz, o HornsUp, o Metal Underground, entre dezenas de outros sites. Todos ou quase todos os sites hoje em dia têm espaços para publicidade e geralmente a preços bastante atractivos. A Maudlin já publicita os seus serviços em alguns destes sites há aproximadamente 2 anos e sempre com resultados muito bons. Também poderá pedir um “guest post”, onde é você a escrever um artigo para o site e claro, aproveita esse artigo para promover a sua marca.

.

Offline: No caso da música, é extremamente simples fazer publicidade offline e a custos baixos. Todas as cidades têm concertos, por mais afastados que sejam temporalmente ou por menos pessoas que tenham. Porque não falar com a organização desses concertos e pedir uma pequena banca para vender os vossos materiais? Na Maudlin, juntámo-nos a algumas bandas há alguns anos atrás e percorremos o país de lés-a-lés com elas a vender o nosso material (em troca oferecemos serviços de roadie e oferecemos algumas t-shirts com que essas bandas acabaram por tocar!). É algo que tem muito sucesso mas é esgotante psicológica e fisicamente. Ainda assim, ficará com memórias fantásticas para o resto da sua vida. Também pode oferecer flyers à porta desses concertos. Não se esqueça de incluir uma pequena descrição da marca e colocar o site. A qualidade do flyer, se é a cores ou preto e branco pouco interessa.

.

5. Identidade da sua Marca

A identidade da sua marca é algo extremamente importante. É a percepção que os clientes têm da sua empresa/marca de roupa quando vêm as suas peças. Será que vêm uma marca de roupa legitima com potencial para crescer? Ou será que vêm uma brincadeira que não vai dar em nada?

Há algumas formas para que a percepção da sua marca seja superior aos olhos dos clientes. Claro que estas dicas vão fazer subir os preços da produção, mas não valerá mais a pena pagar mais 1€ pelas suas peças se as conseguir vender mais facilmente e fidelizar clientes?

Uma excelente forma de melhorar a visão que as pessoas têm da sua marca é fazer estampagens de alta qualidade; nunca abdique da serigrafia! NUNCA! A qualidade da estampagem nunca deverá ser algo em que se poupe dinheiro. Se alguém lhe comprar uma peça e não gostar da qualidade, nunca mais lhe comprará nada e até poderá querer devolver as peças.

.

Faça etiquetas personalizadas. Sei que neste caso as opiniões dividem-se, mas somos apologistas de que deverá ter as suas próprias etiquetas, nunca deixar as etiquetas originais das t-shirts. Isto traz valor acrescentado ao seu produto e é algo que os clientes irão apreciar.

.

Utilize t-shirts de qualidade superior. A clientes que pretendam iniciar a venda de roupa, aconselhamos as nossas peças de 155gramas; são feitas especificamente para a Maudlin Merchandise e têm uma qualidade muito acima da média. O cliente final pode não perceber nada de gramagem de peças, mas decerto saberá distinguir uma t-shirt boa de uma t-shirt má. Esta peça é extremamente macia e suave, adaptando-se ao corpo das pessoas de uma forma incrível.

Também é importante que os seus designs sejam facilmente reconhecíveis na rua. Faça algo de característico em todos eles para que as pessoas fiquem com curiosidade quando vêm as suas t-shirts e queiram sempre saber algo mais. Utilize imagens com cores garridas ou mesmo até t-shirts de várias cores, inspire os seus designs em algo específico para cada colecção. Crie valor! Faça a diferença.

.

6. Distribuição e canais de venda

Mais uma vez, antes de iniciar a produção de qualquer tipo de material para a sua marca de roupa, sente-se por uns minutos e pense como fará a distribuição das peças e quais serão os seus canais de venda.

Do nosso ponto de vista, tem duas hipóteses válidas e a decisão de por qual optar terá de partir de si.

.

Online: Vender online é sempre uma boa opção quando os recursos são pequenos. Basta-lhe criar um site (pode fazê-lo você ou pagar alguém para o fazer) e tentar vender através do mesmo. Não se esqueça das ideias que lhe demos no ponto 4 sobre os locais onde publicitar o seu site. Esta é uma boa opção especialmente para pequenas marcas de roupa sem grandes recursos financeiros.

O facto de vender online não significa que toda a sua publicidade seja feita exclusivamente online. Nada disso. Cole cartazes pela rua, envie sms aos seus amigos e peça para eles as reenviarem a outras pessoas. Inove e arrisque;

.

Offline: A venda offline possivelmente será algo mais complicado de se fazer e com algumas barreiras logísticas. Infelizmente grande parte das lojas compra as peças à consignação. E o que é a consignação? A consignação é quando vai a uma loja vender as suas peças e eles dizem que ficam com as t-shirts mas só pagam o que venderem. O que não conseguirem vender, devolvem-lhe. Isso implica um maior investimento de sua parte porque terá de distribuir as peças por várias lojas e corre o risco de ficar com capital parado porque, embora não tenha as t-shirts em sua posse  e não as possa propriamente vender no seu site (porque está sem stock), estas poderão a qualquer momento ser devolvidas, ficando de um momento para o outro com um stock maior.

.

7. Avaliação

É sempre importante que faça mensalmente uma avaliação ao seu negócio. Veja quanto comprou, quanto vendeu e com que rapidez. Analise o que está a fazer bem e errado. Se for preciso leia este guia mais algumas vezes e tome nota do que achar mais importante.

Seja optimista e tenha expectativas, mas lembre-se que também é importante ter os pés bem assentes no chão.

.

.

E você? Já tem uma marca de roupa ou está a considerar começar uma? Está a tomar estes passos? Tem ideias para mais algum que não falámos neste guia? Comente e deixe-nos a sua opinião.

Artigos Relacionados

  • A falta de importância das Redes SociaisA falta de importância das Redes Sociais Hoje vamos falar um pouco sobre a falta de importância das redes sociais como o Facebook ou o Myspace na promoção da sua marca de roupa. Embora ouçamos falar todos os dias sobre a grande […]
  • Aproxime-se dos seus clientesAproxime-se dos seus clientes Este artigo continua a fazer parte de uma série de artigos criados exclusivamente a pensar em quem está a iniciar uma marca de roupa. Nesta série de artigos falamos sobre os mais variados […]
  • Porquê utilizar as suas etiquetas personalizadasPorquê utilizar as suas etiquetas personalizadas Todos sabemos que as peças exclusivas e feitas por encomenda têm um valor muito mais elevado que as que simplesmente são compradas nas lojas onde centenas de pessoas vão e podem adquirir a […]

43 Responses to “Primeiros Passos para criar uma Marca de Roupa”

  • Bom conteúdo, obrigado por disponibilizarem!
    Ab

  • Bom artigo! Exactamente o que estava á procura. Estou a pensar criar uma marca de roupa e isto vai ajudar-me bastante.

    NK

  • Perfeito! Tudo que eu estava procurando. Sobretudo as dicas de material e tipo de estampagem.

    Muito obrigado!

  • ÓTIMO,AJUDOU BASTANTE .
    OBRIGADA!

  • Ajudou bastante mesmo, obrigado!

  • Olá a todos,

    Obrigado por toda esta informação, há poucas pessoas que a disponibilizem .
    Gostei imenso da forma como souberam falar dos problemas com a vossa empresa.
    Eu sou novo mas já tenho ideias para criar uma marca de roupa com os meus irmãos, mas não tenho ainda grandes recursos e este artigo ajudou-me a perceber como contornar esses obstáculos e ver que não é assim tão impossível criar uma marca.
    Obrigado mais uma vez

  • Olá!!
    Meu nome é Emerson. Sou do Brasil.
    Adorei essa Guia.
    Me ensinou muito e, abriu meus olhos para os caminhos de lançar uma marca.
    Eu estou lançando uma, com caracteristicas única e, vou seguir VÁRIOS conselhos postado aqui.

    Obrigado viu…
    fica com Deus \o/

  • Boa tarde!
    Sou do Brasil e gostei muito do que você disse neste post!
    Tenho uma marca de roupas que criei em 2010 com mais 2 amigos, mandamos fazer algumas camisetas com algumas estampas que não foram criadas por nós e não obtivemos nenhum sucesso. Para não falar que não vendi nada, consegui vender apenas uma para minha prima… o restante das camisetas damos de presente para alguns de nossos amigos e algumas já nem sei onde guardamos, mas sei aonde errei porque eu fui com muita cede ao pote! Primeiro, criamos a marca e mandamos fazer nosso logotipo com um desconhecido, e que por sinal ficou horrível, criei um novo logotipo e mandei estampar algumas camisetas em um lugar onde também não conhecíamos. O resultado foi mais desanimador do que o logotipo da marca, pois o tecido é de uma qualidade muito inferior e a eles não fizeram nada do que pedimos. Não tocamos mais no assunto das camisetas durante todo esse tempo e agora estou retomando com a marca! Dessa vez estou fazendo diferente, primeiro estou criando um blog para que e possa postar algo refente a marca, sobre tendências, o que está na moda e atrair primeiramente o público alvo para depois eu poder começar a confeccionar novamente as camisetas e não cometer o mesmo erro de antes.

    Se puder responder a esse comentário ficaria muito grato, pois é bom conversar com quem realmente intende! Às vezes pergunto para um amigo ou parente sobre o que eles pensam, mas não dão a mínima para o meu projeto. Só gostaria de que alguém possa me ajudar.

    Grato!

  • Eu estou criando uma marca de roupa e queria mais dicas e entrei nesse site e consegui Criar mas estou so começando Bom site continuem assim !!!

  • Como faço para abrir uma empresa e começar a lançar a marca pois sei que tenho que abri uma empresa mas é apenas para emitir nota fiscal ou deve ser específica para roupas?

  • Boa noite Sr. Rafael,
    Muito em breve (ainda este mês) iremos lançar uma série de artigos que falam sobre as burocracias de iniciar actividade em venda de t-shirts ou como marca de roupa. Posso-lhe adiantar que em Portugal (não sei como funciona no Brasil) não há nenhuma actividade específica para roupa (a menos que efectue produção têxtil, o que julgo não ser o caso) e que pode simplesmente iniciar actividade como independente prestador de serviços e facturar (emitir nota fiscal) com as vendas individuais. É muito simples

  • Muito obrigado as dicas foran muito proveitosas e irão me ajudar muito com a marca que estou pretendendo lançar , ainda não tinha dado inicio a produção das peças porque estava me faltando imformação e experiência, agora vou fazer algumas modificações segindo as dicas e da inicio ao trabalho.
    muito abrigado vlw.

  • Boa Noite !
    Meu namorado tem o sonho de criar a sua marca de roupa, só que ele não tem noção alguma de por onde ele deve começar; ele tem varias ideias mas não sabe colocar em prática. Queria muito que vocês me explicassem um pouco mais a fundo sobre tudo o que ele realmente precisa saber para implantar a marca dele no mercado.

    PS: ele quer criar uma marca voltada para o surf-board, skate-board; mais nesse estilo.

    Desde de já obrigado!

  • Bom dia Diana,
    Acho que o ideal será começar por ler o nosso blog. Temos mais de 100 artigos e em bastantes deles falamos sobre como começar uma marca de roupa, que tipo de estampagem utilizar e como vender t-shirts nos diferentes mercados
    Se não procurar e não ler não vai achar.. não espere que outros façam o trabalho por si; arregace as mangas!

  • obrigado pelas dicas ,realmente muito interessante. acredito que essas dicas possam ser usadas no exterior tambem …no japao ,no meu caso.
    neste caso Sr Rafael teria alguma observacao a fazer?
    desde ja agradeco!
    Akio

  • Bom dia, estou a tentar tambem criar uma marca, consigo obter muita informação na internet mas nao exactamente o que procuro, procurava saber as etapas para a criação de roupa, isto é, saber como funciona a produção de por exemplo t-shirts, onde começa e onde acaba, o que tenho que procurar primeiro, se tenho que levar os tecidos para outras empresas que aí produzam a roupa, se depois tenho que procurar uma estamparia etc. Agradecia uma ajuda, muito obrigado

  • Digamos que tenho interesse em criar uma marca porem não tenho condições de criar uma industria onde eu mesmo possa produzir as roupas. Então pretendo comprar a roupa pronta de boa qualidade e apenas bordar ou silcar a marca e colocar as etiquetas personalizadas. Isso é possivel?
    – Vi no site da Maudlin varias roupas sem estampa, vocês enviam roupas para o Brasil? é possivel comprar roupa com vocês sem nenhuma etiqueta ou silc (pois vi que na suas roupas tem um silc da marca)

    Grande abraço,
    atc

  • Bom dia Sr. Pedro,
    Pode verificar no nosso site todas as informações pedidas: http://www.maudlinmerchandise.com
    Hoje em dia já não há necessidade de comprar o tecido num lado, mandar fazer a t-shirt e enviar para uma estamparia a seguir. Na Maudlin Merchandise já fazemos tudo isso. Temos já as t-shirts prontas a receber as suas impressões, basta que nos envie a imagem pretendida.

  • Caro Bolivar, sim, isso é perfeitamente possível. Nós não vendemos para o Brasil mas decerto encontrará empresas brasileiras que façam os mesmos serviços que nós.

  • Nossa nunca vi nada tao bem explicado,vcs nao fazem ideia do quanto ajudam com essas valiosas dicas,eu sou uma dessas pessoas,estou estudando td com muita dedicaçao e me atentando em td que possa dar certo e errado,pois tenho 22 anos e esse será meu primeiro negocio q irei abrir quero lançar uma marca,pois tenho muitos ideias,…mais sei q td vem de um bom aprendizado e muitas informaçoes,certas…para dar os primeiros passos….obrigada me ajudou muito…suas dicas …abraços!

  • boa noite..eu estou a pensar abrir uma loja de roupa mas estou com algumas duvidas e acho que e a pessoa certa para me ajudar..a questao e a seguinte, eu posso comprar roupa numa loja e abrir a minha loja com essa roupa?e legal ou tenho de pedir autorizacao a marca?agradecia uma resposta breve.obrigada boa noite

  • Depende do tipo de negócio que pretende abrir. Quer abrir uma loja com roupa de marca? Então deverá ser revendedor da marca pretendida.
    Ou pretende fazer peças personalizadas com a sua marca? Nesse caso – desde que utilize uma marca de roupa promocional (como a Mukua) – não necessita de pedir autorização. Estas peças promocionais são feitas especificamente para revenda e nunca haveria qualquer problema legal em serem utilizadas ou com a remoção das etiquetas.

  • Olá.. mt legal sua matéria!

    tenho algumas duvidas… tenho que pagar pra patentiar uma marca..(quanto)
    criando uma loja virtual terei q pagar algum imposto pelas vendas.. (quanto?)

    Sabe é mt triste.. a exploração quanto a impostos no brasil..
    quando vc compra produtos importado por exemplo.. e tem que pagar 60% do valor..
    de ip.. o imposto deve existir é claro! mas é um absurdo..
    ninguém te da nada, além de arcar c tudo pagar taxa pelo q ja pagou!

    absurdoo!!

  • Viva!
    Obrigada pelo post! que ajuda! Preciso contudo de outros esclarecimentos. Sou professora desempregada e tenho uma ideia já há um tempo de criar uma marca de roupa de crianças exclusivamente de malha tipo fato-treino com serigrafia selecionada (para venda online ou diretamente)….contudo não tenho qualquer formação…Eis as dúvidas:
    1- quando contacto a empresa de confeção terei que levar os moldes da coleção? As empresas têm pessoal que faça esse moldes?
    2- As empresas de confeção têm tecidos ou terei já que levar?
    3- Para vender online (tipo no facebook) que tipo de impostos é que estamos sujeitos em Portugal? Encontro muitos negócios que parece não terem qualquer control fiscal….é verdade?
    4- Conhecem alguma confeção na zona norte com bons acabamentos? E contactos para tecidos?
    Obrigada e desculpem o “testamento”.
    Bem hajam.

  • Olá, gostei muito da materia, pois estou pesquisando como criar uma marca e montar minha empresa, vocês tiram umas duvidas, muito obrigada.

  • Ol

  • Ol

  • Olá pessoal , tudo bem ? Moro no Brasil e estou querendo montar uma marca de camisetas. Tenho acompanhado o blog de vocês e isso tem me ajudado muito porém, gostaria de saber de qual o intervalo de tempo correto para lançar uma nova coleção. ex; após ter lançado a 1ª coleção depois de quanto tempo devo lançar a 2ª ?

  • Bom artigo, já dei uma volta pelo site, mas que conselhos é que dão sobre os materiais?

    Pensando em valores baixos, muita gente começa do "nada", para essa gente, o que sugere? Quantidades? Investimento? Que relação sobre o custo de compra e de venda?

    Obrigado ;)

  • adorei as dicas, pois estou lançando minha própria marca…

  • excelentes dados.

  • boa tarde oces fazem estampagens para marcas ????

  • Trabalho com desenvolvimento de surf design…e estamparia, tem muitas coisas que podem influenciar na boa venda de seus produtos, exemplo..a estampa ela é tudo..para quem esta começando…procure um profissional

    Rodrigo Bosw M. Souza / Facebook – Rodrigo bosw
    Desenhista art-finalista Gráfico e Estamparia Surfdesign
    Tel.(21) 3375-1342 / 9849-5385

  • olá Miguel; sim, fazemos para marcas que usem imagens originais.

  • Adorei as dicas. Pois trabalho com serviço de facção a três anos mas sempre quis ter minha própria marca, e estou procurando dicas…………

  • c .c em breve nas loja

  • em fevereiro de 2014, estarei entrando no mercado com minha marca de camisetas, farei algo com foco no publico hip hop, mas precisamente graffiti, pois sou grafiteiro a 18 anos, também sou estampador silk screen, estou montando um espaço em minha casa, onde irei trabalhar desde a arte criada até estampada, de inicio irei fazer uma linha com 5 estampas diferentes, 3 masculinas e 2 femininas, o que me preocupa é a qualidade do tecido, pois ñ estou encontrando um que me agrade. a forma de distribuição e venda, farei utilizando o facebook e outros meios online, e também indo a eventos, festas shows e etc. apesar do foco estar no hip hop, creio que também consigo alcançar um publico do skate, rock e alternativos. se mais alguem tiver dicas que possam me dar, agradeço. https://www.facebook.com/ircgraffiti

  • Gostei muito dos concelhos de certeza que me vão dar jeito

  • quer sua marca a mil, publicidade ,não economize ,o custo é muito alto mais devulgue sempre,não tenho medo em gastar ,

  • Voces já enviam para o Brasil?

  • Ainda não, não temos planeado começar a venda para o Brasil.

  • Gente, a coisa mais importante de todos ta faltando aqui! COMO voces vai vender sua marca sem conhecer um fabrica de camisetas?

    Oi, sou Kenny e estou realmente procurando uma fabricadora que vende wholesale de polos. Eu achei NENHUM!

    Por favor, se alguem conhece um site ou alguem que vende polo wholesale, sem nada em cima (marcas), ajuda!

Deixe-nos uma mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *

* *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>